RAÇAS   PORTUGUESAS

Em Portugal existem actualmente três raças de galinhas autóctones, com os efectivos frequentemente existentes no norte do país.

A sua preservação, fixação do padrão, desenvolvimento e melhoramento genético está a ser efectuado pela AMIBA que em 2003 iniciou o Registo Zootécnico/Livro Genealógico das raças.

Toda a informação e fotos aqui mencionada sobre estas raças foi facultada pela AMIBA

O meu agradecimento pela informação dispensada.

 

 

 

 

GALINHA PRETA LUSITÂNICA

 

Plumagem:  Totalmente negra, podendo apresentar reflexos ou brilho metálico azul esverdeados em determinadas zonas do corpo, nomeadamente nos adornos do galo, dorso, cauda e/ou asas

 

Peso:  Galo entre 2,500 Kg a 2,900 Kg   Galinha entre 1,700 Kg a 2,300 Kg

Anilhas:  Galo 20   Galinha 18

MORFOLOGIA DO GALO

Cabeça:  Robusta e larga de tamanho e comprimento médios

Cara: Tamanho médio levemente rugosa de cor vermelho vivo

Crista: Tamanho médio, direita de cor vermelho vivo

Bico: Tamanho médio, forte meio encurvado de cor ardósia escuro.

Olhos: Tamanho médio, ligeiramente salientes; íris cor laranja, pálperas vermelho ou ardósia escuro

Orelhas: Oblongas, rugosas, tamanho pequeno a médio vermelho vivo

Barbilhos: Médios de textura fina de forma ovalada vermelhos vivos.

Pescoço: Ligeiramente encurvado, com plumagem abundante ( excepto na variedade careca que deve ter "gravata")

Tronco: Largura e comprimento médio, cilíndrico levemente inclinado para trás

Dorso: Largura média, arredondado e em ligeiro declive

Peito: Largura média, saliente e arredondado

Abdómen: Largo e profundo

Cauda: Comprimento médio, bem aberta, com um angulo de 135º aprox. da linha do dorso, grandes foices encurvadas em semi-círculo

Asas: Médias bem junto ao corpo e bem emplumadas

Coxas: Robustas, comprimento médio e bem cobertas de penas

Tarsos: Escamosos, comprimento médio de cor ardósia escuro sem penas

Dedos: Quatro dedos rectos e finos sem penas

MORFOLOGIA DA GALINHA: As mesmas características do galo tendo em conta as diferenças sexuais

 

 

 

 

 

 

GALINHA PEDRÊS PORTUGUESA

 

   

 

Plumagem:  Mosqueado, matizado de cinzento escuro em fundo branco

Peso:  Galo entre 2,600 Kg a 3,000 Kg   Galinha entre 2,200 Kg a 2,700 Kg

Anilhas:  Galo 20   Galinha 18

MORFOLOGIA DO GALO

Cabeça:  Robusta e larga de tamanho e comprimento médios

Cara:  Rugosa de cor vermelho vivo, galbra

Crista: Tamanho médio, direita de cor vermelho vivo, com 5 ou 6 dentes bem definidos

Bico: Tamanho médio a grande forte meio encurvado de cor amarelo pálido

Olhos: Grandes, proeminentes, redondos, íris cor laranja

Orelhas: Oblongas, tamanho médio vermelho vivo

Barbilhos: Médios de forma ovalada vermelhos vivos.

Pescoço: Levemente arqueado, com plumagem abundante e a romeira a cair sobre os ombros( excepto na variedade careca)

Tronco: Largura e comprimento médio, cilíndrico levemente inclinado para trás

Dorso: Arredondado e ligeiramente inclinado

Peito: Largo, profundo, proeminente e ligeiramente arredondado

Abdómen: Largo e profundo

Cauda: Comprimento médio, bem aberta, com um angulo de 135º aprox. da linha do dorso, grandes foices recurvadas em arco

Asas: Médias bem junto ao corpo e bem emplumadas

Coxas: Robustas, comprimento médio e bem cobertas de penas

Tarsos: Escamosos, comprimento médio de cor amarelo pálido com alguma pigmentação de cor ardósia, sem penas

Dedos: Quatro dedos rectos e finos sem penas

MORFOLOGIA DA GALINHA: As mesmas características do galo tendo em conta as diferenças sexuais, o pescoço é mais curto, o peito saliente e largo mas menos que no galo, a cauda é mais fechada e as penas apresentam uma direcção mais horizontal ligeiramente ascendente, a coloração da plumagem mais uniforme

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GALINHA AMARELA

Plumagem:  Os galos desta raça evidenciam-se pela vivacidade e brilho da sua característica plumagem de cor castanho alaranjado escuro em fundo amarelo palha. Na cauda, as rectrizes e foices caracterizam-se pela sua cor negra azeviche, com peculiares reflexos e brilho metálico azul esverdeados. Nas asas, a extremidade das remíges primárias apresenta também esta coloração negra azeviche.
Peso:  Galo entre 2,300 Kg a 3,100 Kg   Galinha entre 1,700 Kg a 2,500 Kg

Anilhas:  Galo 20   Galinha 18

MORFOLOGIA DO GALO

Cabeça:  Robusta e forte, moderadamente grande

Cara:  Tamanho médio, ligeiramente enrugada de cor vermelho vivo

Crista: Grande, direita de cor vermelho vivo, com 5 ou 6 dentes bem definidos

Bico: Tamanho médio a grande forte meio encurvado

Olhos: Tamanho médio a grande, ligeiramente salientes, redondos

Orelhas: Oblongas, levemente pregueadas e enrugadas, tamanho médio a grande de cor  vermelho

Barbilhos: Médios a grandes, lisos ou muito ligeiramente enrugados vermelhos

Pescoço: Levemente arqueado, com plumagem abundante e a romeira a cair sobre os ombros( excepto na variedade careca, que deve ter "gravata")

Tronco: Largura e comprimento médio, cilíndrico levemente inclinado para trás

Dorso: De largura média, arredondado e em ligeiro declive em direcção à cauda

Peito: Largura média, saliente, carnudo e ligeiramente arredondado até ao abdómen

Abdómen: Largo e profundo

Cauda: Comprimento médio, bem aberta, com um angulo de 135º aprox. da linha do dorso

Asas: De tamanho, comprimento e largura médios, bem unidas ao corpo e bem emplumadas

Coxas: Comprimento médio e tamanho regular

Tarsos: Escamosos, comprimento médio de cor amarelo ou amarelo pálido, sem penas

Dedos: Quatro dedos rectos e finos sem penas

MORFOLOGIA DA GALINHA: As mesmas características que no galo, tendo em conta as diferenças sexuais, nomeadamente o porte mais pequeno e correspondente menor peso, para além das diferenças notórias na coloração da plumagem atrás mencionadas.
O pescoço é mais curto que no galo; o peito é saliente e largo mas menos que no galo, a cauda é mais fechada e as penas apresentam uma direcção mais horizontal ligeiramente ascendente; os tarsos são mais finos e com um esporão vestigial e a crista e os barbilhões são de menores dimensões que nos machos.

GALINHA BRANCA PORTUGUESA

Plumagem:  Os galos desta raça evidenciam-se pela vivacidade e brilho da sua característica plumagem de cor esbranquiçada. Na cauda, as rectrizes e foices caracterizam-se pela sua cor branca, com peculiares reflexos e brilho metálico azul esverdeados. Nas asas, a extremidade das remíges primárias apresenta também esta coloração branca. A galinha apresenta também uma tonalidade esbranquiçada homogénea na cabeça e pescoço. O peito, as asas e o dorso apresentam uma coloração idêntica. Na cauda, as rectrizes caracterizam-se pela sua coloração esbranquiçada

Peso:  Galo: entre 2,300 e 3,200 Kg Galinha: entre 1,500 e 2,300 Kg

Anilhas:  Galo 18   Galinha 16

MORFOLOGIA DO GALO

Cabeça:  Forte e robusta, moderadamente grande

Cara:  De tamanho médio, ligeiramente enrugada, de cor vermelho vivo

Crista: Grande, do tipo dentado simples, com 5 ou 6 pontas bem definidas

Bico: Tamanho médio a grande forte meio encurvado de cor amarelo

Olhos: Tamanho médio a grande, ligeiramente salientes, redondos

Orelhas: Oblongas, levemente pregueadas e enrugadas, de tamanho médio a grande, de cor vermelhas

Barbilhos: Tamanho médio a grande, lisos ou levemente enrugados de cor vermelha

Pescoço: Levemente arqueado, com plumagem abundante e a romeira a cair sobre os ombros( excepto na variedade careca que deve ter "gravata")

Tronco: Largura e comprimento médio, cilíndrico levemente inclinado para trás

Dorso: De largura média, arredondado e em ligeiro declive em direcção à cauda

Peito: De largura média, proeminente, carnudo, ligeiramente arredondado até ao abdómen

Abdómen: Largo e profundo

Cauda: Comprimento médio, bem aberta, com um angulo de 135º aprox. da linha do dorso

Asas: Médias bem junto ao corpo e bem emplumadas

Coxas: Robustas, comprimento médio e bem cobertas de penas

Tarsos: Escamosos, comprimento médio de cor amarelo, sem penas

Dedos: Quatro dedos rectos e finos sem penas

MORFOLOGIA DA GALINHA: As mesmas características que no galo, tendo em conta as diferenças sexuais, nomeadamente o porte mais pequeno e correspondente menor peso, para além das diferenças notórias na coloração da plumagem atrás mencionadas. O pescoço é mais curto que no galo; o peito é saliente e largo mas menos que no galo, a cauda é mais fechada e as penas apresentam uma direcção mais horizontal ligeiramente ascendente; os tarsos são mais finos e com um esporão vestigial e a crista e os barbilhões são de menores dimensões que nos machos

 

SERÁ DO INTERESSE DE TODOS NÓS PRESERVARMOS ESTAS ESPÉCIES QUE SE ENCONTRAM QUASE EXTINTAS E ASSIM PODERMOS DEIXAR ALGO ÚNICO NO NOSSO PAÍS AOS NOSSOS DESCENDENTES, AGORA ESTOU CONVENCIDO QUE AINDA IREMOS A TEMPO, QUANDO, ESTIVEREM EXTINTAS SÓ NOS RESTARÁ A SAUDADE E OS MAIS NOVOS TERÃO OCASIÃO DE AS VER SÓ NOS DOCUMENTOS OU LIVROS